Desabafo :(

cancelar
Mostrar resultados para 
Pesquisar em vez de 
Queria dizer: 

Desabafo :(

Olá Udemygos, tudo bem com vocês?

 

Não sei se posso compartilhar aqui, o que aconteceu comigo hoje, mas enfim, gostaria de compartilhar com vocês sobre um acontecimento de hoje. Minha mãe está me ajudando com o marketing, compartilhando e divulgando os meus dois cursos. Hoje, em um post da minha mãe, divulgando o meu novo curso sobre Contabilidade Online, pessoas comentaram em tom irônico, e essas duas decidi trazer como exemplo para vocês visualizarem. Tirei um print, para vocês verem, segue imagem:

 

Triste.png

É sério isso? Apesar dos comentários, por mais que eu não queira filtrar, é tenso, você se dedica horas e horas de estudo, tenta inovar em uma área que demanda por inovação, para pessoas julgarem nesse nível. Houve outros comentários, com fotos "zoando" meu cursos, como se inovação em contabilidade fosse o retrocesso, enfim, me senti mal. Meu foco é compartilhar o conhecimento, e contribuir com a coletividade. Nem sei o que dizer.

 

E vocês, qual foi a pior frustação que vocês já tiveram nesse contato de prospecção de alunos? Muitos intrutores (as) aqui possuem megas experiências, se eu pudesse ler as experiências de vocês, seria incrível.  Agradeço, e muito, pelas respostas de vocês.

 

Forte abraço

34 RESPOSTAS 34

@CelsoRodrigo Muito obrigado pelo seu feedback. Tem razão, não vou ligar para esse tipo de pessoas que não agregam na vida. 

 

Foco na produtividade, vai dar certo 🙂 

 

 

Muito obrigado, um grande abraço! E sucesso nos seus cursos também!

 

At,

Ademir

Anonymous
Não aplicável

@AdemirJr o melhor dessa comunidade é isso aqui mesmo, neh?

E como todos já falaram aqui, é bem provável que teu curso não esteja alcançando o público-alvo. Onde estão esses comentários? Onde tua mãe está publicando sobre teus cursos?

Além disso, o teu projeto é realmente inovador em uma área que está fadada a ser extinta... entre os profissionais da área, provavelmente teus cursos e teu projeto não terão boa aceitação e isso é normal...

Talvez tenha, daqui a algum tempo, quando criares um curso ensinando a criar um escritório de contabilidade online...

No momento, acho que deverias focar nas pessoas que querem ter suas contas em ordem, mas não podem pagar o trabalho de um contador.

De declaração de imposto até finanças/contabilidade para pequenas empresas e empreendedores digitais como te dei a ideia, acho que tudo pode dar certo.

Foca nos problemas das pessoas que não podem pagar pelo teu serviço de contador por exemplo 😊

Mas bom, o que estavas querendo era uma ajuda para passar por esse “inferno” neh?

Não vou te dizer que vais te acostumar, mas vais aprender a administrar esse sentimento de fracasso.

Um dos meus gurus, o Pierre Lévy, diz algo como “é impossível que algo tão grande como a rede nos traga somente coisas boas” e é verdade... é mágico! É! mas tem muita maldade e muita coisa ruim também...

Tenho estudado e refletivo muito esses comportamentos, sabe?

Ontem mesmo publiquei um print de uma pessoa que comentou em um vídeo meu no youtube que eu deveria aprender a editar o áudio pois ele não conseguiu assistir o vídeo porque estava muito baixo e muito ruim... o vídeo tem mais de 14 mil visualizações, entende o absurdo do comentário?

Eu já fui chamada de 171 (em um curso gratuito!!), de mistura de Bel Pesce (uma verdadeira ofensa para mim!) com Madre Tereza, de superficial (em um curso cujo conteúdo é ministrado em curso de pós-graduação aqui na Europa), tem gente que ri do meu sotaque, que abusa de eu não falar inglês, das minhas manias de outras línguas que eu incorporei em português (língua que é secundária para mim há quase 20 anos), até da minha alegria nos meus vídeos tem gente que abusa...

A Rejane Toigo (profissional de neuromarketing) diz que os haters estão é procurando atenção... e pode ser, sabe?

A pessoa que disse que não conseguia ouvir meu vídeo, não tem nenhum vídeo no canal dele com tantas visualizações, a pessoa que disse que meu curso “como criar um curso online” é superficial, lançou um curso ensinando a criar cursos online e assim por diante...

Eu tenho um vídeo onde eu falo um pouco disso ... é mais centrado nos cursos, mas eu falo de outras relações também: https://youtu.be/ZR89qQjMtEk

Esse post também, olha: http://adriano-ostoyke.com/pronto-para-entrar-no-black-mirror

Espero que te ajude e bola para frente! Como lembrou a Pilar, a gente não agrada todo mundo! No mais, eu pessoalmente estou convencida de que as pessoas que estão aí perdendo seu tempo com esses comentários ridículos simplesmente não têm nada melhor para fazer... daí pensa: coitados, não? 😊

Olá professora @Anonymous , tudo bem? Sim, é incrível as mensagens que estou recebimento. Sou imensamente grato a ajuda de todos que aqui, enviaram-me mensagens positivas, compartilhando suas histórias, isso só me motiva a seguir em frente. 

 

Concordo que o meu projeto não possui muita aceitação atualmente, e isso vai para além dos cursos, quando a atuação na empresa também, já ouvi muitos dizerem: "Estou com meu contador (a) há 10,15,20 anos, com o método tradicional, e não penso em mudar para a contabilidade online". Por outro lado, há uma parcela da sociedade onde possuímos maior aceitação, principalmente, com quem empreende em Tecnologia da Informação. Aprendi nesses meus anos de experiência profissional que, só consigo chegar com minha inovação a quem quer inovar ou quem já está inovando. Tem que ter interesse em aderir ao novo, ou, estar já inserido no ambiente inovador.

 

Para a professora ter uma ideia, os desafios que enfrento diariamente contra os níveis de conservadorismo, que é tão grande, mas tão grande, que dias atrás recebi um comunicado que um grupo de contadores (as) tradicionais se reuniram e levaram o meu número de registro de contabilidade, o CRC, para a capital, para poderem "caçar" o meu registro, porque eles alegaram que " é anti-ético trabalhar dessa forma, porque na região o que impera são escritórios físicos, tradicionais, e a minha atuação (Pois sou o único de toda a região) causa estranhamento por parte dos clientes deles", resumo: Não deu em nada, perderam a viagem, pois não estou fazendo nada de errado, simplesmente, estou inovando nessa área que necessita de melhorias, e muitas ferramentas práticas.  Ouvi de professores universitários de contabilidade que: "Não existe inovação na área contábil" (Por incrível que pareça). 

 

Mas assim, eu vou levando professora, os desafios me fortalecem. Estou esperando ser chamado para lecionar em contabilidade em uma Universidade do Paraná, pois passei no teste seletivo para ser professor colaborador, e quero levar essa experiência para os meus alunos, vai ser incrível!

 

Quanto ao curso de como criar o próprio escritório de contabilidade online, eu já o desenvolvi, é esse: https://www.udemy.com/formacao-em-contabilidade-online/ Só que, certamente, não é um curso que as pessoas costumam digitar na Udemy em um primeiro momento. É algo muito novo. 

 

Quanto aos meios de divulgação dos cursos, eu e minha mãe divulgávamos em grupos do Facebook, relacionados a contabilidade. Mas estamos pensando em outros meios, porque estes, já não estão trazendo resultados. 

 

Quanto ao curso de contabilidade relacionado ao empreendedorismo digital, já estou desenvolvendo, e assim que finalizá-lo, lhe avisarei na sequência. Vai ser sucesso! 

 

 

Professora, muito obrigado pela ajuda. Tu és incrível! Desejo-lhe ainda mais e mais sucesso! E vamos que vamos! Foco no desenvolvimento, na produtividade, e nas contribuições. 

 

 

Grande abraço,

Ademir

 

 

Anonymous
Não aplicável

Imaginei que seria em grupos de contadores mesmo 🙂 

Eu parei completamente de tentar divulgar meus cursos em grupo de professores no facebook, sabe? 

Já ofereci gratuitamente um dos meus cursos para professores, sem resultado... mas, se alguém oferecer um pdf com molde de alguma coisa para pintar, ou plano de aula pronto, é capaz de muita gente dar a vida em troca... 

Eu resolvi deixar essa gente ficar pintando e pronto 🙂 

Sim, tem razão professora. Eu vou focar no que irá me agregar. Vou deixar esses grupos também.

 

 

At,

 

Ademir


@Anonymous  escreveu:

@AdemirJr o melhor dessa comunidade é isso aqui mesmo, neh?

E como todos já falaram aqui, é bem provável que teu curso não esteja alcançando o público-alvo. Onde estão esses comentários? Onde tua mãe está publicando sobre teus cursos?

Além disso, o teu projeto é realmente inovador em uma área que está fadada a ser extinta... entre os profissionais da área, provavelmente teus cursos e teu projeto não terão boa aceitação e isso é normal...

Talvez tenha, daqui a algum tempo, quando criares um curso ensinando a criar um escritório de contabilidade online...

No momento, acho que deverias focar nas pessoas que querem ter suas contas em ordem, mas não podem pagar o trabalho de um contador.

De declaração de imposto até finanças/contabilidade para pequenas empresas e empreendedores digitais como te dei a ideia, acho que tudo pode dar certo.

Foca nos problemas das pessoas que não podem pagar pelo teu serviço de contador por exemplo 😊

Mas bom, o que estavas querendo era uma ajuda para passar por esse “inferno” neh?

Não vou te dizer que vais te acostumar, mas vais aprender a administrar esse sentimento de fracasso.

Um dos meus gurus, o Pierre Lévy, diz algo como “é impossível que algo tão grande como a rede nos traga somente coisas boas” e é verdade... é mágico! É! mas tem muita maldade e muita coisa ruim também...

Tenho estudado e refletivo muito esses comportamentos, sabe?

Ontem mesmo publiquei um print de uma pessoa que comentou em um vídeo meu no youtube que eu deveria aprender a editar o áudio pois ele não conseguiu assistir o vídeo porque estava muito baixo e muito ruim... o vídeo tem mais de 14 mil visualizações, entende o absurdo do comentário?

Eu já fui chamada de 171 (em um curso gratuito!!), de mistura de Bel Pesce (uma verdadeira ofensa para mim!) com Madre Tereza, de superficial (em um curso cujo conteúdo é ministrado em curso de pós-graduação aqui na Europa), tem gente que ri do meu sotaque, que abusa de eu não falar inglês, das minhas manias de outras línguas que eu incorporei em português (língua que é secundária para mim há quase 20 anos), até da minha alegria nos meus vídeos tem gente que abusa...

A Rejane Toigo (profissional de neuromarketing) diz que os haters estão é procurando atenção... e pode ser, sabe?

A pessoa que disse que não conseguia ouvir meu vídeo, não tem nenhum vídeo no canal dele com tantas visualizações, a pessoa que disse que meu curso “como criar um curso online” é superficial, lançou um curso ensinando a criar cursos online e assim por diante...

Eu tenho um vídeo onde eu falo um pouco disso ... é mais centrado nos cursos, mas eu falo de outras relações também: https://youtu.be/ZR89qQjMtEk

Esse post também, olha: http://adriano-ostoyke.com/pronto-para-entrar-no-black-mirror

Espero que te ajude e bola para frente! Como lembrou a Pilar, a gente não agrada todo mundo! No mais, eu pessoalmente estou convencida de que as pessoas que estão aí perdendo seu tempo com esses comentários ridículos simplesmente não têm nada melhor para fazer... daí pensa: coitados, não? 😊


Eu me lembro dessa história da Bel Pesce!! Foi muito ridículo! 😂😂😂😂

Anonymous
Não aplicável

vai ficar para sempre na minha memória @IClass ! essa, a do 171 e o da "feminista casada com um homem hétero" kkk esse mesmo, é citado cm frequência aqui em casa 🙂 

Prof_Thompson
Community Champion Community Champion
Community Champion

 

É como eu já comentei anteriormente, tem gente que vive para aborrecer os outros. Têm prazer nisso. Não podemos deixar pessoas como esta nos atingir. Se a crítica é boa, ótimo, vai servir para melhorar o curso. Mas se é nitidamente puxada de tapete, imunize-se contra isso.

 

Em meu Facebook (www.fb.com/marcoaureliothompson) postei uma foto comemorando a aprovação na universiade federal da Bahia, no que será a minha décima primeira graduação:

Marco Aurelio Thompson - UFBA 2019.jpg

Entre as dezenas de mensagens de parabenização apareceu esta de alguém usando um perfil Fake. O procurado é por conta da foto que parece de cartaz de procurado mesmo 🙂 :

Braga.jpg

Depois da minha resposta ele mesmo apagou a mensagem. 🙂 Aí eu aproveitei a sugestão de auto-proclamado hacker e criei esse meme, que foi outro sucesso no Facebook, um dos mais curtidos:

Marco Aurelio Thompson - Hacker.png

Como esse meme aí de cima recebeu curtida, comentário e compartilhamento pra caramba, aproveitei e fiz esse outro:

Mim encina a ser raqui.jpg

Esse meme aí de cima rendeu em um só dia quase 30 matrículas no curso. Moral da história, o sujeito tentou menosprezar minha conquista pessoal mas acabou me dando ideias para anúncios e resultou em mais dinheiro no meu bolso.

Não estou dizendo que o seu caso poderia ter resultado nisso ou em algo parecido, mas tente ver como usar a experiência negativa como combustível e subir mais ainda. 🙂

Sucesso a todos!

@Prof_Thompson  Simplesmente, SENSACIONAL! Quanta criatividade!

 

Certamente, agregou, e muito, em minha vida. Vou acatar as suas valorosas sugestões. E parabéns pelas conquistas, desejo-lhe ainda mais sucesso em seus cursos, em sua vida acadêmica, e pessoal. 

 

Os memes ficaram incríveis e o sucesso está vindo, e virá mais e mais. 

 

Muito obrigado professor, seus exemplos nos inspiram muito! Você é incrível!

 

Um forte abraço,

 

Ademir

Anonymous
Não aplicável

@Prof_Thompson  eu também aproveito o que posso disso tudo... criei uma série de posts que se chama #printdodia e posto coisas muito legais e coisas muito chatas que acontecem... é incrível como as pessoas se mostram solidárias com isso! 🙂 

@AdemirJr posso usar teu post ou parte dele para tratar o assunto? Muitas pessoas nem se mostram com medo disso... 

Pode sim professora @Anonymous. Fique a vontade 🙂 

 

 

Grande abraço!

 

Ademir

O que eu posso te passar como vivência de uma publicitária que trabalha com Marketing há mais de 20 anos é que as Mídias Sociais abriram precedente para as pessoas mostrarem todas as facetas da sua personalidade, escondidas atrás de uma tela. Muito provavelmente essas pessoas dos seus comentários jamais conseguiriam desenvolver  um curso como o seu e, então, usam desse tipo de ironia para desmerecer seu trabalho. Se até o Padre Fábio de Melo recebe alguns comentários irônicos nas suas postagens, imagina a gente... 😂😂😂😂

Primeiramente, muito obrigado pelo seu feedback.

 

 

E concordo contigo, é complicado né? Mas não vou ligar para esse tipo de gente. Bola para frente que há muito jogo. Foco na produtividade que vai dar certo! 🙂 

 

Um forte abraço, e sucesso em seus cursos!

 

 

At,

 

Ademir

Olá Ademir,

 

A internet infelizmente tem de tudo. Mas se eu fosse você e como sou de marketing já aproveitava o engajamento. Você pode perceber que posts que geram dicussões acaloradas são os que obtém mais enjamento porque o ser humano adora uma discussão. Você poderia perguntar tipo "Sério, mas porque você acha isso. O que você entende de contabilidade?" de modo educado (claro), mas a questão é que as pessoas vão se defender e responder. E quanto mais engajamento tiver, mais alcance vai ter. Apesar que como muitos instrutores aqui falaram, esse parece não ser seu público. Focar no público correto é sempre melhor. Mas se fosse eu já colocava fogo no negócio para alcançar mais pessoas.

cancelar
Mostrar resultados para 
Pesquisar em vez de 
Queria dizer: 
Discussão
Converse sobre diferentes estratégias e compartilhe suas experiências com criação de curso, marketing e gerenciamento de curso com seus colegas instrutores.
Autores com maior número de curtidas